SOBRE O BLOGUEIRO

Minha foto
Antonina, Litoral do Paraná, Palestine
Petroleiro aposentado e petista no exílio, usuário dos óculos de pangloss, da gloriosa pomada belladona, da emulsão scott e das pílulas do doutor ross, considero o suflê de chuchu apenas vã tentativa de assar o ar e, erguido em retumbante sucesso físico, descobri que uma batata distraída não passa de um tubérculo desatento. Entre sinos bimbalhantes, pássaros pipilantes, vereadores esotéricos, profetas do passado e áulicos feitos na china, persigo o consenso alegórico e meus dias escorrem em relativo sossego. Comendo minhas goiabinhas regulamentares, busco a tranqüilidade siamesa e quero ser presidente por um dia para assim entender as aflições das camadas menos favorecidas pelas propinas democráticas.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Carta aberta para Carlos Ramalhete, colunista homofóbico da Gazeta do Povo

De Paulo Roberto Cequinel (prcequinel@yahoo.com.br)
Para Carlos Ramalhete (carlosgazeta@hsjonline.com)

Direto e reto ao cerne da questão: sua abjeta LGBT-fobia, nascida da sua religiosidade doentia e obtusa, ameaça claramente a vida do meu filho mais novo, o que não me espanta, não em demasia, vez que fascistas como você são sempre contra a vida, a luz, o ar fresco, o progresso.

Ele é gay e, diante da existência de gente da sua laia, tenho o dever incontornável de proteger o meu menino por amá-lo incondicionalmente, e cumprirei esta faina nos meus termos. Sempre que seja ofendido ou ameaçado - e seu texto mentiroso é ofensivo e ameaçador - haverá resposta.

Quando você diz que sua santa e hipócrita igreja católica "ensina que a atividade homossexual (não a tendência nem o desejo: a atividade) é um dos quatro crimes que bradam aos céus por vingança (...)" (meu destaque),  bem, num jornal de ampla circulação, está publicamente incitando que a violência, por vingança, seja utilizada contra o povo LGBT, esses criminosos, segundo o que estaria escrito na bíblia, livrão inútil mas extrema e definitivamente perigoso. Resulta de forma evidente que você, Carlos Ramalhete, coloca a vida do meu filho sob ameaça. Não, não tente escafeder-se e não faça essa cara de cristão estúpido tangido feito boi babão por crenças insustentáveis que já provocaram a morte de milhões de pessoas nos últimos dois mil anos. 

Piedosamente, em nome de um deus inexistente, a bíblia como guia, hordas de cruzados chacinaram muçulmanos, incluindo mulheres e crianças; exércitos espanhóis, cumprindo ordens de reis católicos e devidamente abençoados pelos Papas da época, exterminaram astecas, maias e incas, povos milenares; na mesma Espanha, até 1975, a santa madre, hipócrita e genocida igreja católica apoiou de forma entusiasmada a sanguinária ditadura de Franco - Caudilho de Espanha, por la graça de dios! - e recebeu inumeráveis benesses do Estado franquista; sim, ia já me esquecendo das ações misericordiosas, tudo com base nas divinas palavras da bíblia, praticadas pela Inquisição, com suas fogueiras e inimagináveis instrumentos de tortura.  

Meu filho, que amo incondicionalmente, embora sua igreja assassina afirme, não é um criminoso, que isso fique muito bem assentado, e não tem do que envergonhar-se e não se esconderá, nem anular-se-á, mesmo diante de gente perigosa como você e os da sua laia de fascistas religiosos.

No que depender de minhas limitadas possibilidades vocês é que ficarão acuados e envergonhados por conta da sua pregação de intolerância, de ódio, de vingança e de morte.

Quem ameaça meu filho, ameaça minha família.

A dor que nele provocarem, de qualquer tipo, carolão fascista, doerá em mim.

Vocês todos, juro, terão sempre minha resposta. 

Tenho completo, definitivo e transbordante nojo de gente como você.

Paulo Roberto Cequinel

(A sorte de vocês e os da sua laia é que deus não existe. Existisse um, ainda que bem mequetrefe, vocês e seu ódio contra os que são diferentes queimariam eternamente no fogo do inferno).

----------XXXXXXXXXX----------

1, Esta mensagem foi enviada nesta data, 14:42 horas.

2. Tape o nariz e leia aqui o texto abjeto que originou esta postagem. Há links para outras obradas deste sujeito. Se você tem estômago forte, vá em frente.

7 comentários:

Bernardo disse...

Paulo,
como jovem gay, recém-assumido para a família e ainda enfrentando os "é só uma fase", me sinto pessoalmente atingido pelo texto deste grande imbecil chamado Carlos Ramalhete e fico imensamente grato por pessoas como você fazerem frente a esse pensamento da era da pedra lascada. Oxalá todos os "pais de família" se posicionassem como você, não porque nós gays somos "criaturas" que necessitam direitos especiais, mas porque somos pessoas que diariamente convivem com o medo da intolerância e a privação de vários direitos básicos.

Obrigado.

Rafael Wagner disse...

Nojento um texto que dissemina ódio, intolerância e parte de um Sr. que se diz "letrado", um professor. Trabalho todos os dias com homossexuais que buscam terapia para lidar com o gigante sofrimento que textos como esse, pensamentos incutidos na sociedade por "formadores de opinião" provocam. É muito triste ver um idoso macabro e fanático escrever esses disparates; mas é louvável o texto em resposta, louvável a defesa pela promoção da dignidade humana. Temos uma petição pública no Avaaz pedindo a retratação desse homem na Gazeta. Acho interessante divulgá-la. E faço apoio às suas palavras, tomando-as como minhas.

ORRAIO disse...

O texto bíblico, contudo, é ainda mais essencial em nossa civilização, mais básico em sua aceitação como palavra divina incontestavelmente certa ao longo de 2 mil anos.
Caraca, véio, eu ainda não tinha lido isso.
Imundície pura!!!
O imbecil, além de tudo, quer falar por mim também.
Limpo o rabo com o texto bíblico e com o texto deste idiota, também.
Será que esta gente não sente o caminhar da história em direção à liberdade das pessoas?

jerciano disse...

Caro senhor!
Não partilho de sua ideia e de sua cosmovisão, que entendo ser uma aberração. Mas você tem o direito de defendê-la e expô-la. O mesmo mesmo direito deve ser vindicado aos de opinião contrária. Pois se há liberdade de expressão, é justo que façam jus dela todos os cidadãos deste país.

PAULO R. CEQUINEL disse...

Prezado Jerciano.
Minha cosmovisão, que você considera aberrante, não propõe e não faz discursos de ódio e de intolerância, nem mesmo quando faço críticas duras contra as religiões.
Se me permite, faço exata e precisamente o contrário: amo meu filho e, como pai, tenho o dever incontornável de me contrapor a gente da laia deste Ramalhete que ofende, humilha e, de forma aberrante, propões vingança contra meu menino.
Liberdade de expressão, sim, e viva!
Agora, discurso de ódio, que incita e justifica violência contra seres humanos, bem, minha aberrante cosmovisão trata a pontapés, ainda que metafóricos. Por enquanto.

PAULO disse...

É UMA PENA QUE ESSA "CARTA ABERTA" TENHA O ÚNICO OBJETIVO DE CRITICAR A PESSOA E NÃO AS IDÉIAS. ISSO É TIPICO DA FALTA DE ARGUMENTO DIANTE DA VERDADE. MAS O QUE ME DEIXA MAIS "GRILADO" É O FATO DE QUE QUALQUER PESSOA QUE DIGA ALGO CONTRA O COMPORTAMENTO (REPITO: COMPORTAMENTO) HOMOSSEXUAL SEJA TAXADO DE HOMOFÓBICO. VEJO QUE DENTRO DESSA IDEOLOGIA SÓ É BOM QUE PENSA COMO VOCÊ, PENSOU DIFERENTE É UM CRIMINOSO, UMA "AMEAÇA CONTRA A VIDA"! DESCULPE, MAS O SENTIDO DE LIBERDADE QUE VOCÊ(S) TEM ME LEMBRA A IDEOLOGIA ARIANA!

Anônimo disse...

Caro Paulo, se amas seu filho como dizes, procure tratamento para o mesmo... um desvio de comportamento não deve ser questionado a luz de principios morais, teistas ou ateistas, mas pura e simplesmente sob uma visão cientifica, biologica se assim quiser... o anus não foi feito para outro uso do que o que naturalmente se destina... comportamentos diversos trarão muito dano e desconforto aos que praticarem o uso indevido do referido orgão... tudo tem solução, até um mal comportamento sexual... boa sorte em sua empreitada como pai... se ja é dificil a um que possui filhos normais, que dira a um que tem os problemas que tens...